A BELEZA QUE REVELO EM MIM

Se revela no mundo

QUEM

Sou Eu?

Revelador de Belezas

De Epícuro à Proust, todos os grandes filósofos, cada um à sua maneira se detiveram sobre essa singular e ao mesmo tempo famigerada questão: quem sou eu?

Não sou filósofo, mas nasci muito curioso, muito faminto. E foi esse impulso pelo saber que me levou um dia, ainda na adolescência, ao encontro dessa pergunta.

Foi um encontro potente, saiu faísca, quase saiu sangue. Foi meio assustador olhar para mim e tentar me reconhecer. Parecia que havia um estranho morando dentro, alá Quero ser John Malkovich

Os anos foram passando, o fogo foi abrandando e a primeira crise avassaladora veio pouco antes do retorno de Saturno. Foi tipo existencial nível hard, daquela capaz de fazer Sartre se revirar no caixão.

Consegui passar pela crise e me reinventar. Desde muito pequeno sempre me interessei por assuntos místicos, pelo céu, pela natureza, pelo oculto, pela metáfora e entrelinhas.

Após 2 anos sabáticos fora do país, – inclusive meu primeiro contato com Sound Healing foi em Londres no Iyengar Yoga Institute com as tigelas tibetanas – retornei ao Brasil e iniciei uma busca febril por me encontrar, por autoconhecimento, entender os porquês. Isso foi em 2012. 

Dali em diante foram diversos retiros, cursos, workshops, renascimentos, rodas de cura e meditação, de mantra, de medicina da floresta, voluntariado, serviço. Fiz psicoterapia, formações vivenciais fortíssimas e transformadoras como a Psicossíntese, meditação criativa e os estudos esotéricos. Decidi começar uma nova graduação em Psicologia na USP. Neste momento o curso está trancado devido à nova demanda de tempo e energia que Projeto Eleva necessita.

Comecei a estudar novamente o poder terapêutico dos cristais e das pedras. Em 2014 comecei os estudos autodidata sobre Sound Healing e o poder terapêutico do som. No mesmo ano comprei a primeira tigela de cristal e tive a oportunidade de conhecer o casal Luiz e Rita Pontes (Som de Cristal) que, a partir daí, foram meus guias até aqui compartilhando os saberes e me incentivando nos estudos. 

Desse encontro em diante minha vida mudou. A cada meditação, o som da tigela penetrava mais fundo na alma. As informações começaram a chegar e o caminho foi se abrindo conforme eu ousava seguir em frente. A cada descoberta, cada artigo sobre o poder de cura do som, a cada livro, meu entusiasmo era renovado e minha gana duplicada. Fui aprofundando o conhecimento no campo da Terapia Sonora sem qualquer resistência.

Até que neste ano de 2017, tudo culminou de forma absurdamente sincrônica. Fiz a formação em Sound Healing pela Academia de Jonathan Goldman, que é um grande terapeuta sound healer e comunicador nos EUA e ao término do curso decidi então materializar este trabalho – e implícito nele está meu Dharma – para servir e compartilhar meus conhecimentos, talentos e sensibilidade a partir dessa práxis cujo som, o amor e a auto-observação são as bases.

Para finalizar, quem sou eu? é uma pergunta sem respostas concretas, quando se entende que tudo é processo e que quem foi ontem, já não é mais hoje. Porém, em 2015 meditando em casa sobre minha cama, vislumbrei um verso que apareceu inteiro em minha mente, pronto. E ali aconteceu uma conversa, uma comunicação que dizia que esse era meu mantra pessoal, um mantra-semente, para que eu meditasse nele dali em diante para o resto da vida. E assim fui fazendo. E nessa relação que vim construindo com essa semente viva que me foi dada de presente, foi ficando cada vez mais claro que de alguma forma meu Dharma ou propósito de vida ou propósito de alma está intrinsicamente ligado ao Processo Alquímico de Revelação de Beleza. Este é um trabalho contínuo no qual ainda estou imerso e em constante interação conforme mais camadas vão se abrindo.

Mas o mais belo de tudo foi quando tomei consciência de que nunca estive fora do meu Dharma na verdade. Ali aconteceu uma simplificação das coisas o que me trouxe muita paz em relação à procura do propósito (em termos de forma). Eu poderia revelar beleza numa conversa com um amigo, numa fotografia, num verso, em um olhar atendido, em uma observação atenta bem feita sobre o cotidiano. E que no fundo se tratava muito menos da forma como a beleza viria a se manifestar e muito mais da minha atitude interna em permanecer conectado com a minha própria beleza, com a vida, e que qualquer coisa que eu fizesse a partir deste centro, ela iria ressoar essa minha nota pessoal. Através da beleza a matéria é redimida e iluminada.

"A Beleza que revelo em mim, se revela no mundo
Eu Sou a Beleza revelada. Eu Sou a semente frutificada
Na Elegância Eu integro
Sustento a Beleza enraizado na Mãe-Terreste
Cresço e floresço na arte de viver na direção do Pai-Solar."

Canalizado em meditação

queromecuidar@elevaterapia.com.br | agendamentos 11 99677 8728
A SERVIÇO DA BELEZA...
SHANTI OM
  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon